dor

Pilates e Parkinson: uma nova vida!

Pilates e Parkinson: uma nova vida!

Pacientes com Parkinson podem fazer Pilates? Sim!!! O Pilates é considerado um dos exercícios mais completos que existem, e trabalha a musculatura do corpo inteiro, promovendo força e desenvolvimento muscular equilibrado, flexibilidade, aumento da amplitude de movimento para as articulações, melhora na respiração e na saúde mental.

Para os pacientes de Parkinson, o Pilates pode ser adaptados às necessidades individuais, contribuindo para a melhora como um todo.

O Parkinson

O Mal Parkinson é uma doença neurodegenerativa crônica e progressiva que atinge o sistema nervoso central. “Ainda não se sabe os motivos para o diagnóstico da doença, mas acredita-se que fatores genéticos e ambientais podem contribuir para o aparecimento. Não existe cura para o Parkinson, mas é possível conter os avanços da doença, e o Pilates contribui muito para isso”, destaca Guilherme Tolosa, fisioterapeuta do Espaço Integra.

O Parkinson acomete principalmente pessoas acima dos 60 anos, porém, a doença atinge também os mais jovens. Estudos mostram que indivíduos com 40 anos ou menos podem ser acometidos pela síndrome – cerca de 10% dos pacientes com a doença têm menos de 50 anos e 2% menos de 40 anos.

Com o aumento da expectativa de vida, estima-se que nos próximos anos mais de 40 milhões de pessoas no mundo todo recebam o diagnóstico de Parkinson.

O Método Pilates

Além dos cuidados médicos e medicamentosos, o Pilates é um importante método para os parkinsonianos.

Muitos pacientes podem apresentar sintomas além daqueles que afetam os movimentos ou a mobilidade, como ansiedade, depressão, distúrbios do sono e dor. “A depressão atinge cerca de 50% dos pacientes de Parkinson como consequência das limitações que o acometem. O Pilates trabalha a força muscular, o equilíbrio, a motricidade e a saúde psicológica”, afirma Guilherme.

O programa de exercícios físicos integra corpo e mente e proporciona inúmeros benefícios, como:

  • Controle postural;
  • Força;
  • Alongamento;
  • Flexibilidade;
  • Equilíbrio muscular;
  • Consciência e percepção dos movimentos corporais;
  • Condicionamento físico;
  • Melhora na respiração,

Com a prática de Pilates em aparelhos e no solo, o paciente conquista independência em suas atividades diárias, alonga e tonifica os músculos, combate lesões e melhora problemas posturais ligados ao desequilíbrio muscular.

 

Para conhecer os benefícios do Pilates para pacientes com Parkinson, ligue (11) 97998-3663.

  •  O Espaço Integra fica na rua Martim Soares, 80, próximo ao metrô Tatuapé.

Leia também!
Dermoneuromodulação para tratamento de dor

 

Acompanhe minhas redes sociais!
Facebook
Instagram

Posted by Dr. Guilherme Tolosa in Todos
Dermoneuromodulação para dor

Dermoneuromodulação para dor

A Dermoneuromodulação (DNM) é uma técnica de terapia manual desenvolvida pela canadense Diane Jacobs, que cuida do sistema nervoso cutâneo e periférico como um todo. “Essa técnica ativa o sistema nervoso cutâneo e periférico através de estímulos manuais específicos, lentos, suaves, inteligentes, responsivos e eficazes nos receptores periféricos (pele e subcutâneo), minimizando dores, fibroses e aderências decorrentes do processo de reparo tecidual”, explica Guilherme Tolosa, fisioterapeuta responsável pelo Espaço Integra.

O tratamento

Com as mãos, o fisioterapeuta estimula a pele e tecidos subcutâneos para que transmitam informações ao cérebro. Com isso, normaliza o metabolismo do tecido neural em disfunção, tratando a dor.
Para oferecer aos seus pacientes mais opções para o tratamento das dores, Guilherme concluiu recentemente o curso de Dermoneuromodulação e Neurociência da dor, e agora tem mais uma ferramenta de trabalho. “A Dermoneuromodulação modula a dor do paciente como um todo, tanto dores crônicas como as dores agudas. Esse novo tratamento permite que o paciente enfrente a dor, com resultados muito positivos”, afirma Guilherme.

Os benefícios da Dermoneuromodulação

Essa técnica de tratamento manual modula a dores do corpo em geral, ou seja, ela mede a dor e define onde e como ela está, se irradia ou não e, com isso, é possível trazer uma melhora imediata ao paciente.
A Dermoneuromodulação trata dores musculares causadas por tensão ou batidas, atua desde a pele até camadas profundas, chegando ao sistema nervoso central.
Essa técnica de tratamento pode ser aplicada em todo paciente com dor, independentemente de disfunção, idade, sexo e condição física.

O tratamento com Dermoneuromodulação

  • Fibroses
  • Aderências decorrentes do processo de reparo tecidual durante cirurgias
  • Dores musculares
  • Dores agudas
  • Dores crônicas

Marque sua avaliação!

O Espaço Integra fica na rua Martim Soares, 80, próximo ao metrô Tatuapé. Contatos pelos telefones (11) 2941-7678 ou (11) 97998-3663. Faça uma avaliação com o doutor Guilherme Tolosa gratuitamente. Ele indicará qual o melhor tratamento para você!

 

Leia também!
Dor crônica: é possível tratar?

Acompanhe minhas redes sociais!
Instagram!

Facebook

Posted by in Todos
RPG e seus benefícios

RPG e seus benefícios

Sofre diariamente com escoliose, hiperlordose, dores nas costas, dor de cabeça, nos joelhos e quadril? A RPG, ou reeducação postural global, pode ajudar você. A técnica une exercícios físicos e posturas da fisioterapia para combater esses e outros problemas de saúde.

Para iniciar o tratamento, de acordo com o fisioterapeuta Guilherme Tolosa, é feito uma análise da postura do paciente e, então, são definidos quais os exercícios que irão ajudá-la a fortalecer os músculos mais fracos e alongar os músculos, tendões e ligamentos necessários para realinhar todo o corpo.

Sem dores!

O principal benefício da técnica de RPG é a diminuição da dor já na primeira sessão. Sem remédio ou contraindicação, esse método ainda mostra a importância da consciência corporal e a necessidade de manter uma boa postura durante seu dia-a-dia.

Com o tratamento, a RPG faz maravilhas para a saúde!

  • Combate a dor nas costas;
  • Realinha a coluna;
  • Elimina a dor ciática e a hérnia de disco;
  • Trata o torcicolo;
  • Reposiciona corretamente os joelhos;
  • Auxilia na melhora da respiração
  • Devolve os movimentos do tronco em pessoas com espondilite anquilosante;
  • Cuida das articulações
  • Trata a dor crônica do quadril;
  • Elimina a tensão nos músculos das costas e do pescoço, diminuindo a dor de cabeça;
  • Corrigir o pé plano;
  • Trabalha a respiração;
  • Realinha a posição da cabeça e dos ombros.

 

Exercícios individuais

A RPG permite que o fisioterapeuta faça um plano de tratamento com exercícios indicados para a necessidade de cada pessoa. “A prescrição é individual, seguimos as características de capa pessoa e suas necessidades. Não existe, no tratamento com RPG, uma recomendação generalizada”, afirma.

As sessões têm duração de aproximadamente 1 hora e são indicadas uma por semana. O tempo de tratamento varia de acordo com o problema do paciente.

 

Leia também!

Cure a depressão e a ansiedade com Shiatsu

Posted by in Categoria 01