ansiedade

Microfisioterapia para problemas intestinais

Microfisioterapia para problemas intestinais

Problemas intestinais como dor no estômago, enjoo, azia, refluxo, inchaço, gases, intestino preso – ou solto podem ter fundo emocional, e precisam ser tratados corretamente, e a Microfisioterapia pode ser a solução! A Ansiedade, depressão, angústia são sentimentos e sensações que podem refletir no funcionamento do intestino.

Segundo pesquisas, 90% da produção de serotonina, o chamado hormônio da felicidade, é produzido no intestino. Para o cérebro ficam apenas 10%, é por isso que cuidar da saúde desse órgão é de extrema importância!

Respeite seu intestino!

Você já sentiu frio na barriga? Teve ânsia ou até vomitou de nervoso? Percebeu que diante de uma situação complicada seu intestino se alterou?

Todas essas reações podem ser resultado do estado do espírito ou de uma situação mal resolvida, que pode levar ao aparecimento de doenças, como a disbiose, um desequilíbrio da quantidade de bactérias, fungos e microrganismos presentes na microbiota intestinal, causada por estresse contínuo, quando acontecem os picos frequentes de cortisol.

Além disso, o uso de antibióticos e a má alimentação também contribuem para o aparecimento da disbiose.

As crises depressivas e de ansiedade também pode causar um desequilíbrio intestinal, mas todos esses problemas, podem ser tratados com a Microfisioterapia.

A Microfisioterapia

Os problemas intestinais podem ser tratados com a Microfisioterapia, a técnica de terapia manual que encontra e trata a causa da doença e não apenas a dor ou seu sintoma.

“Nosso organismo tem uma memória própria. E é através dessa memória que podemos identificar as razões para a perda de vitalidade e, com isso, descobrir a causa ou o trauma que originou a doenças e os sintomas que atrapalham o dia a dia”, explica Guilherme Tolosa, fisioterapeuta especializado em Microfisioterapia.

A Microfisioterapia no tratamento

Com toques suaves na pele do paciente, o fisioterapeuta trata todos os traumas vividos, seja de ordem física ou emocional, e estimula o organismo a apagar a memória celular que prejudica a saúde como um todo, como explica o fisioterapeuta do Espaço Integra, Guilherme Tolosa.

“Pelo toque, encontramos os bloqueios que geraram o desequilíbrio intestinal, a depressão ou a ansiedade. Buscamos a origem do problema, onde e quando a pessoa viveu alguma situação que causou um trauma ou a fez ter dificuldade de assimilar o problema.”

Após descobrir a causa do distúrbio intestinal, o terapeuta faz o desbloqueio, estimulando o corpo a promover a autocura.

Além de reprogramar as funções no organismo, a Microfisioterapia estimula o sistema imunológico para que ele elimine, de forma fisiológica as agressões emocionais vividas ao longo dos anos.

Marque sua sessão!

Para tratar os distúrbios intestinais e outros problemas físicos ou psicológicos, entre em contato com o fisioterapeuta Guilherme Tolosa pelo telefone/whats (11) 97998-3663. O Espaço Integra fica na rua Martim Soares, 80, próximo ao metrô Tatuapé.

 

Acompanhe minhas redes sociais:
Facebook
Instagram

Leia também!
Pilates para adolescentes 

Posted by Clínica Integra in Todos
Pilates para o tratamento das dores no inverno

Pilates para o tratamento das dores no inverno

Pilates é uma atividade completa e ótima para saúde, certo? Mas, não é mais gostoso ficar em casa debaixo das cobertas? Pode até ser um prazer momentâneo, mas para o seu bem-estar, a melhor pedida é: faça atividade física, principalmente nos dias mais frios do inverno!

No inverno, as queixas de dor são mais frequentes, pois, o frio causa aumento da tensão das fibras musculares, contração dos vasos sanguíneos, dificuldade de irrigação sanguínea e redução da lubrificação da articulação. E esta fase pode, ainda, desencadear crises depressivas devido aos dias mais cinzentos, é a depressão sazonal, que pede cuidado e atenção para que não se torne algo mais sério.

O Pilates trabalha o corpo e mente como um todo, fazendo com que a pessoa mantenha o alongamento da fibra muscular, diminuindo a tensão das fibras durante o inverno. Essa atividade também proporciona consciência corporal, força muscular, melhora da capacidade respiratória e dá uma sensação de bem-estar. E o Pilates não tem contraindicação, ou seja, é indicado para pessoas de todas as idades, com exercícios são de baixo impacto e poucas repetições, conforme necessidade individual.

Vantagens da prática de Pilates no inverno

  • Sistema imunológico mais forte – auxilia na prevenção de gripes e resfriados;
  • Combate das dores – o Pilates relaxa a musculatura normalmente contraída nos dias frios;
  • Aquece o corpo – os exercícios de resistência muscular fazem parte das aulas de Pilates;
  • Acelera o metabolismo – essa atividade ajuda a queimar calorias e é ótimo para emagrecer;
  • Fortalece e tonifica – o Pilates trabalha toda a musculatura, tanto dos membros inferiores quanto superiores;
  • Proporciona condicionamento físico – ajuda nas atividades diárias;
  • Promove mais flexibilidade e equilíbrio;
  • Ensina a respirar melhor – ajuda na redução da ansiedade e do estresse;
  • Melhora a concentração;
  • Dá sensação de bem-estar;
  • Aumenta a autoestima.

Pilates para todas as idades!

Como é considerada uma atividade de baixo impacto, o Pilates é indicado para todas as pessoas, adultos, idosos e crianças, com traz ótimos resultados! Essa prática ainda protege as articulações e é indicado, inclusive para quem sofre com problemas ósseos, musculares ou dores crônicas. “O Pilates ainda auxilia no tratamento da coluna, pois trabalha o fortalecimento da musculatura que estabiliza o corpo. Mesmo quem é sedentário ou tem dificuldade de locomoção pode fazer Pilates”, esclarece Guilherme Tolosa, responsável pelo Espaço Integra e especialista em Pilates Clínico.

 

Para conhecer os benefícios do Pilates para a saúde, ligue (11) 97998-3663.

  •  O Espaço Integra fica na rua Martim Soares, 80, próximo ao metrô Tatuapé.

 

Leia também!

Cure a depressão e a ansiedade com Shiatsu

Acompanhe minhas redes sociais!

Facebook

Instagram

Posted by Clínica Integra in Todos
Pilates e Parkinson: uma nova vida!

Pilates e Parkinson: uma nova vida!

Pacientes com Parkinson podem fazer Pilates? Sim!!! O Pilates é considerado um dos exercícios mais completos que existem, e trabalha a musculatura do corpo inteiro, promovendo força e desenvolvimento muscular equilibrado, flexibilidade, aumento da amplitude de movimento para as articulações, melhora na respiração e na saúde mental.

Para os pacientes de Parkinson, o Pilates pode ser adaptados às necessidades individuais, contribuindo para a melhora como um todo.

O Parkinson

O Mal Parkinson é uma doença neurodegenerativa crônica e progressiva que atinge o sistema nervoso central. “Ainda não se sabe os motivos para o diagnóstico da doença, mas acredita-se que fatores genéticos e ambientais podem contribuir para o aparecimento. Não existe cura para o Parkinson, mas é possível conter os avanços da doença, e o Pilates contribui muito para isso”, destaca Guilherme Tolosa, fisioterapeuta do Espaço Integra.

O Parkinson acomete principalmente pessoas acima dos 60 anos, porém, a doença atinge também os mais jovens. Estudos mostram que indivíduos com 40 anos ou menos podem ser acometidos pela síndrome – cerca de 10% dos pacientes com a doença têm menos de 50 anos e 2% menos de 40 anos.

Com o aumento da expectativa de vida, estima-se que nos próximos anos mais de 40 milhões de pessoas no mundo todo recebam o diagnóstico de Parkinson.

O Método Pilates

Além dos cuidados médicos e medicamentosos, o Pilates é um importante método para os parkinsonianos.

Muitos pacientes podem apresentar sintomas além daqueles que afetam os movimentos ou a mobilidade, como ansiedade, depressão, distúrbios do sono e dor. “A depressão atinge cerca de 50% dos pacientes de Parkinson como consequência das limitações que o acometem. O Pilates trabalha a força muscular, o equilíbrio, a motricidade e a saúde psicológica”, afirma Guilherme.

O programa de exercícios físicos integra corpo e mente e proporciona inúmeros benefícios, como:

  • Controle postural;
  • Força;
  • Alongamento;
  • Flexibilidade;
  • Equilíbrio muscular;
  • Consciência e percepção dos movimentos corporais;
  • Condicionamento físico;
  • Melhora na respiração,

Com a prática de Pilates em aparelhos e no solo, o paciente conquista independência em suas atividades diárias, alonga e tonifica os músculos, combate lesões e melhora problemas posturais ligados ao desequilíbrio muscular.

 

Para conhecer os benefícios do Pilates para pacientes com Parkinson, ligue (11) 97998-3663.

  •  O Espaço Integra fica na rua Martim Soares, 80, próximo ao metrô Tatuapé.

Leia também!
Dermoneuromodulação para tratamento de dor

 

Acompanhe minhas redes sociais!
Facebook
Instagram

Posted by Dr. Guilherme Tolosa in Todos
Cure a depressão e a ansiedade com shiatsu

Cure a depressão e a ansiedade com shiatsu

Depressão e ansiedade são doenças que atingem cada vez mais pessoas de todas as idades. A vida corrida, as cobranças, situações estressantes, a insegurança com o futuro são alguns dos motivos que levam mais e mais adultos e crianças aos consultórios médicos em busca de remédios. Mas existem técnicas alternativas que trabalham em prol da saúde, sem os temidos efeitos colaterais, e uma delas é o Shiatsu.

Depressão x ansiedade

Ansiedade

  • Preocupação com o futuro
  • Imaginação com fatos negativos
  • Excesso de energia e desequilíbrio
  • Agitação interna
  • Insegurança
  • Mal-estar
  • Medo

Depressão

  • Distorção do pensamento
  • Baixa de energia
  • Falta vitalidade para agir e pensar
  • Dores do passado seguem machucando
  • Tristeza
  • Choro
  • Angustia
  • Sensação de desamparo

O Shiatsu

Nosso corpo é cheio de pontos que, quando pressionados, ajudam a aliviar dores e equilibrar emoções, como a depressão e a ansiedade. O Shiatsu utiliza apenas a pressão dos dedos sobre pontos específicos relacionados aos problemas. De acordo com o fisioterapeuta Guilherme Tolosa, o Shiatsu identifica a energia do corpo através do toque. “Além de relaxar e acalmar, o Shiatsu trabalha com o corpo como um todo, auxiliando na cura de doenças emocionais.”

Diagnóstico

Antes do início do tratamento, o fisioterapeuta faz o diagnóstico por meio da pulsologia, que é um exame realizado no pulso. “Fazemos uma espécie de leitura corporal e esquelética da energia de todos os órgãos. Assim, é possível descobrir como está a distribuição energética o paciente e como auxiliá-lo com o Shiatsu”, explica.

Tratamento

Com o diagnóstico fechado, é feita a primeira sessão de Shiatsu. O fisioterapeuta faz o alongamento em toda a musculatura, manobras nas articulações e manipulação dos canais energéticos, os meridianos, locais onde a energia vital circula. Como resultado, maior equilíbrio corporal e emocional.
Guilherme Tolosa, lembra, porém, que o Shiatsu não substitui os tratamentos médicos, ele deve ser complementar. “O Shiatsu auxilia na ação dos medicamentos, pois faz com que a circulação sanguínea fique mais equilibrada”, esclarece.

Mais benefícios do Shiatsu!

  • Alívio das dores musculares
  • Trabalha a drenagem linfática
  • Melhora a oxigenação sanguínea
  • Amplia a capacidade respiratória
  • Fortalece a autoestima
  • Trabalha o autoconhecimento
  • Melhora a musculatura facial
  • Diminui a flacidez

Leia também
Microfisioterapia – a cura pelo toque
http://espacointegra.blog.br/microfisioterapia/

Posted by in Categoria 01