microfisioterapia

A fisioterapia no tratamento de Fibromialgia

A fisioterapia no tratamento de Fibromialgia

A fibromialgia é uma síndrome reumática, que causa dores musculoesqueléticas crônicas e generalizada pelo corpo, que duram mais do que três meses. Uma das dificuldades para diagnosticar é a definição se a dor é nos músculos ou nas articulações.

Os pacientes relatam dores fortes por todo o corpo, que atrapalham a vida profissional e social, com sensibilidade ao toque em pontos específicos do corpo”, destaca Guilherme Tolosa, fisioterapeuta do Espaço Integra.

A fibromialgia precisa de atenção e tratamento para evitar também problemas emocionais, que interferem na qualidade de vida.

Sintomas da Fibromialgia

  • Dor generalizada em todo corpo
  • Sensibilidade ao toque, com dificuldade para receber abraços e carinhos
  • Cansaço físico
  • Fadiga muscular
  • Rigidez mio-articular
  • Insônia e cansaço ao acordar
  • Dor de cabeça e tontura
  • Queimações e formigamentos
  • Problemas de memória e concentração
  • Alterações intestinais
  • Alterações no humor
  • Ansiedade
  • Depressão

Causas

Ainda não foi descoberta uma causa específica da Fibromialgia. O que se sabe é que as pessoas que sofrem com a Fibromialgia apresentam maior sensibilidade à dor, mas não têm lesões pelo corpo. A doença pode surgir, entretanto, após um trauma físico, psicológico ou uma infecção grave, e se tornar mais grave após excesso de esforço físico, estresse emocional, infecções, exposição ao frio, trauma ou alterações de sono.

Tratamentos

Pilates

A fisioterapia é muito importante no tratamento de Fibromialgia. Aulas de Pilates são indicadas, pois trabalham todo o corpo, corrigem a postura, fortalecem os músculos e promovem a estabilidade corporal. “No Pilates trabalhamos a respiração e a concentração associadas ao controle corporal, por isso a aula é tão importante”, afirma Guilherme.

O Pilates também estimula a oxigenação do sangue, melhora o condicionamento físico e a flexibilidade e alonga os músculos, recuperando o comprimento muscular. Dessa forma, as tensões são aliviadas e as dores diminuem.

Com os exercícios, o paciente ganha força muscular, o que leva à diminuição da sensação de fadiga. “O fisioterapeuta especializado em Pilates define quais os exercícios que o paciente pode fazer, sempre dentro de suas características físicas”, conta Guilherme, que destacas as mudanças psicológicas proporcionadas pelo Pilates: aumento da resistência mental, diminuição da ansiedade e da depressão, aumento da concentração, desenvolve a consciência corporal, melhora a autoestima, estimula a criatividade e acalma.

Microfisioterapia

Essa técnica trata a causa da doença em sua essência, recuperando os tecidos lesionados por causa da doença. O fisioterapeuta localiza a causa do problema por meio de micropalpações na pele, e estimula sistema imunológico a fortalecer o organismo e curar a dor.

É possível identificar pequenas cicatrizes que são invisíveis aos olhos, mas identificadas pelo toque das mãos do especialista. “Além disso, como a Fibromialgia tem ligação com causas emocionais, a Microfisioterapia atua ainda para aliviar o estresse psicológico que o paciente enfrenta.

Cuide-se!

Para tratar a Fibromialgia com Pilates e Microfisioterapia, entre em contato com o fisioterapeuta Guilherme Tolosa pelo telefone/whats (11) 97998-3663. O Espaço Integra fica na rua Martim Soares, 80, próximo ao metrô Tatuapé.

Leia também!
Os benefícios da fisioterapia domiciliar

Siga minhas redes sociais
Instagram
Facebook

Posted by Clínica Integra in Todos
Microfisioterapia para problemas intestinais

Microfisioterapia para problemas intestinais

Problemas intestinais como dor no estômago, enjoo, azia, refluxo, inchaço, gases, intestino preso – ou solto podem ter fundo emocional, e precisam ser tratados corretamente, e a Microfisioterapia pode ser a solução! A Ansiedade, depressão, angústia são sentimentos e sensações que podem refletir no funcionamento do intestino.

Segundo pesquisas, 90% da produção de serotonina, o chamado hormônio da felicidade, é produzido no intestino. Para o cérebro ficam apenas 10%, é por isso que cuidar da saúde desse órgão é de extrema importância!

Respeite seu intestino!

Você já sentiu frio na barriga? Teve ânsia ou até vomitou de nervoso? Percebeu que diante de uma situação complicada seu intestino se alterou?

Todas essas reações podem ser resultado do estado do espírito ou de uma situação mal resolvida, que pode levar ao aparecimento de doenças, como a disbiose, um desequilíbrio da quantidade de bactérias, fungos e microrganismos presentes na microbiota intestinal, causada por estresse contínuo, quando acontecem os picos frequentes de cortisol.

Além disso, o uso de antibióticos e a má alimentação também contribuem para o aparecimento da disbiose.

As crises depressivas e de ansiedade também pode causar um desequilíbrio intestinal, mas todos esses problemas, podem ser tratados com a Microfisioterapia.

A Microfisioterapia

Os problemas intestinais podem ser tratados com a Microfisioterapia, a técnica de terapia manual que encontra e trata a causa da doença e não apenas a dor ou seu sintoma.

“Nosso organismo tem uma memória própria. E é através dessa memória que podemos identificar as razões para a perda de vitalidade e, com isso, descobrir a causa ou o trauma que originou a doenças e os sintomas que atrapalham o dia a dia”, explica Guilherme Tolosa, fisioterapeuta especializado em Microfisioterapia.

A Microfisioterapia no tratamento

Com toques suaves na pele do paciente, o fisioterapeuta trata todos os traumas vividos, seja de ordem física ou emocional, e estimula o organismo a apagar a memória celular que prejudica a saúde como um todo, como explica o fisioterapeuta do Espaço Integra, Guilherme Tolosa.

“Pelo toque, encontramos os bloqueios que geraram o desequilíbrio intestinal, a depressão ou a ansiedade. Buscamos a origem do problema, onde e quando a pessoa viveu alguma situação que causou um trauma ou a fez ter dificuldade de assimilar o problema.”

Após descobrir a causa do distúrbio intestinal, o terapeuta faz o desbloqueio, estimulando o corpo a promover a autocura.

Além de reprogramar as funções no organismo, a Microfisioterapia estimula o sistema imunológico para que ele elimine, de forma fisiológica as agressões emocionais vividas ao longo dos anos.

Marque sua sessão!

Para tratar os distúrbios intestinais e outros problemas físicos ou psicológicos, entre em contato com o fisioterapeuta Guilherme Tolosa pelo telefone/whats (11) 97998-3663. O Espaço Integra fica na rua Martim Soares, 80, próximo ao metrô Tatuapé.

 

Acompanhe minhas redes sociais:
Facebook
Instagram

Leia também!
Pilates para adolescentes 

Posted by Clínica Integra in Todos
Dor crônica: é possível tratar?

Dor crônica: é possível tratar?

Dor crônica é um problema que atrapalha totalmente a vida de quem sofre, mas com fisioterapia integrativa, é possível tratá-la!

A dor é caracterizada crônica quando sua frequência dura mais de três meses, é uma resposta do cérebro, que fica mais sensível aos estímulos da dor ao interpretar que o problema não está sendo resolvido. Com isso, os sinais são captados de forma mais intensa e a dor fica cada vez mais “enraizada” e se torna de difícil resolução.

 

Quem mais sofre com a dor crônica?

Geralmente são as mulheres que mais sofrem com as dores crônicas, porém, os homens não estão a salvos desse problema.

No caso das mulheres, o uso constante do salto alto, o estresse pelo acúmulo das tarefas, a menopausa e a falta dos hormônios protetores dos ossos, e a gravidez, quando a coluna sofre alterações no eixo, são alguns dos fatores que causam a dor crônica.

 

As dores crônicas

As principais reclamações de dor crônica estão relacionadas à dor de cabeça, dor na coluna e dores nas articulações, porém, elas estão ligadas à depressão e à transtornos de ansiedade, sendo ainda mais nocivas, por isso o tratamento deve ser feito visando a cura do problema e não apenas o fim passageiro da dor. “É possível acabar com o sofrimento de quem tem dor todo dia, por meses”, afirma Guilherme Tolosa, fisioterapeuta

 

O tratamento da dor crônica

É importante tratar a dor crônica para melhorar a qualidade de vida, vencer o desânimo, a depressão e a irritabilidade, e voltar a fazer as atividades rotineiras, como sair e trabalhar.

O Pilates, por ser um exercício de baixo impacto que trabalha vários grupos musculares, ajuda a controlar a dor, fortalece os músculos que sustentam e dão estabilidade para a coluna, melhora a flexibilidade, a amplitude de movimentos e a mobilidade, devolvendo a independência ao paciente. “O Pilates também trabalha a respiração, melhora a circulação e auxilia no relaxamento muscular”, explica Guilherme.

 

A Microfisioterapia

Trata a fonte que que gera a dor crônica, com base nos estudos que afirmam que corpo e mente estão unidos, com isso, traumas podem gerar “cicatrizes” que são os focos de sintomas das dores. O fisioterapeuta encontra essas cicatrizes nos locais afetados pelos sintomas e com micropalpações estimula o corpo se autocurar.

 

A Redução Postural Global (RPG)

É indicada para todos os pacientes, independentemente da idade. Essa técnica previne patologias decorrentes da má postura, e ajudar no tratamento de diferentes tipos de dores. O método identifica e alonga os músculos considerados responsáveis pela alteração postural, tratando de forma global e definitiva.

 

O Shiatsu

É um tratamento milenar que aumenta o equilíbrio e diminui as dores em pacientes com fibromialgia, uma dor crônica e generalizada. Além das dores, o Shiatsu melhora a qualidade do sono, diminui o estresse, a ansiedade e a depressão, já nas primeiras sessões.

 

Leia também!

RPG e seus benefícios!

Posted by in Todos
Dor crônica – a microfisioterapia pode ajudar você!

Dor crônica – a microfisioterapia pode ajudar você!

A dor crônica afeta diariamente quatro em cada 10 brasileiros. O número é alto e preocupante. Segundo o fisioterapeuta Guilherme Tolosa, responsável pelo Espaço Integra, essas dores impactam no estilo de vida e podem estar ligadas a diversos fatores além do físico.

“A dor é uma forma de defesa do organismo para mostrar que algo não está bem no corpo. Ela causa sintomas desagradáveis, transtornos sociais, psicológicos e familiares”, explica.

A dor crônica

Quando as dores duram mais de três meses, ela já é considerada crônica, e o tratamento precisa englobar o físico e o emocional. A insônia também pode desencadear esse problema. Uma das maiores dificuldades é a intensidade da dor, que pode variar muito, chegando ao nível máximo. Com o sedentarismo e a necessidade de longas jornadas de trabalho em uma única posição, a dor crônica fica ainda mais perigosa, porém, existem tratamentos e meios para curar esse mal e também prevenir que elas atinjam o corpo. A microfisioterapia é uma das opções e tem oferecido cada vez mais resultados eficientes.

A Microfisioterapia

A Microfisioterapia é uma técnica de terapia manual com bases na Embriologia, que trata a causa do problema e não apenas os seus sintomas.

Com a ponta dos dedos e a palma das mãos, o fisioterapeuta identifica os tecidos em todo o corpo que perderam sua função e vitalidade e promove a cura desses locais, regulando a região afetada.
A Microfisioterapia entende que os danos causados no decorrer da vida de uma pessoa geram cicatrizes, que criam as dores. Entre os benefícios desta técnica estão a melhoria do estado emocional, muito ligado a dor crônica.

A sessão de Microfisioterapia

As sessões simples e englobam 4 etapas. Na primeira delas, em uma conversa com o paciente, o fisioterapeuta, único profissional que pode fazer a Microfisioterapia no Brasil, conversa para entender os problemas e sintomas. “Nesta etapa, o diálogo auxilia a encontrar a fonte do problema”, explica doutor Guilherme.
Durante a segunda e a terceira etapa, o profissional encontra os tecidos que perderam vitalidade e ficaram com cicatrizes e os locais afetados pelos sintomas.

Em seguida, o fisioterapeuta estimula o corpo a buscar a autocura. Com o tratamento da microfisioterapia há uma grande melhora na saúde mental e, consequentemente, das dores físicas crônica. A Microfisioterapia ataca o foco e elimina as dores crônicas, além de ser utilizada como uma ação preventiva para que o organismo siga saudável.

Posted by in Categoria 01
Microfisioterapia – a cura pelo toque

Microfisioterapia – a cura pelo toque

Você já ouviu falar da microfisioterapia, uma técnica de terapia manual que trata a causa da doença e não apenas seu sintoma?
Esse é um dos métodos mais eficazes para os cuidados com a saúde, pois como o organismo tem memória própria, é possível, com a microfisioterapia, identificar as razões que levam à perda de vitalidade e descobrir a causa ou o trauma que explique a origem das doenças e de sintomas que prejudicam a qualidade de vida.

Como é a microfisioterapia

São toques na pele que fazem com que corpo identifique os traumas vividos, seja de ordem física ou emocional. Com isso, o fisioterapeuta especializado ativa o processo de autocura, reequilibrando o organismo e restaurando a vitalidade do corpo.

Benefícios da Microfisioterapia

  • Melhora o estado emocional;
  • Trata as dores;
  • Estimula o sistema Imunológico;
  • Identifica a causa primária de um sintoma ou de uma doença;
  • Promove a saúde;
  • Previne o surgimento de novas doenças.
  • Trate com a microfisioterapia
  • Síndrome do Pânico
  • Depressão comum
  • Bipolaridade
  • Alergias em geral
  • Dores físicas
  • Traumas físicos
  • Traumas emocionais
  • Rinites
  • Artrites
  • Problemas de pressão
  • Problemas respiratórios
  • Fibromialgia
  • Ansiedade
  • Fobias
  • Problemas escolares
  • Falta de atenção e concentração
  • Hiperatividade
  • Agressividade

A sessão

O tratamento dura, em média, de três a quatro sessões, realizadas semanalmente. Em alguns casos, uma sessão já é suficiente para um bom resultado.

Entrevista: Guilheme Tolosa, fisioterapeuta

Posted by in Todos