pilates

A fisioterapia no tratamento de Fibromialgia

A fisioterapia no tratamento de Fibromialgia

A fibromialgia é uma síndrome reumática, que causa dores musculoesqueléticas crônicas e generalizada pelo corpo, que duram mais do que três meses. Uma das dificuldades para diagnosticar é a definição se a dor é nos músculos ou nas articulações.

Os pacientes relatam dores fortes por todo o corpo, que atrapalham a vida profissional e social, com sensibilidade ao toque em pontos específicos do corpo”, destaca Guilherme Tolosa, fisioterapeuta do Espaço Integra.

A fibromialgia precisa de atenção e tratamento para evitar também problemas emocionais, que interferem na qualidade de vida.

Sintomas da Fibromialgia

  • Dor generalizada em todo corpo
  • Sensibilidade ao toque, com dificuldade para receber abraços e carinhos
  • Cansaço físico
  • Fadiga muscular
  • Rigidez mio-articular
  • Insônia e cansaço ao acordar
  • Dor de cabeça e tontura
  • Queimações e formigamentos
  • Problemas de memória e concentração
  • Alterações intestinais
  • Alterações no humor
  • Ansiedade
  • Depressão

Causas

Ainda não foi descoberta uma causa específica da Fibromialgia. O que se sabe é que as pessoas que sofrem com a Fibromialgia apresentam maior sensibilidade à dor, mas não têm lesões pelo corpo. A doença pode surgir, entretanto, após um trauma físico, psicológico ou uma infecção grave, e se tornar mais grave após excesso de esforço físico, estresse emocional, infecções, exposição ao frio, trauma ou alterações de sono.

Tratamentos

Pilates

A fisioterapia é muito importante no tratamento de Fibromialgia. Aulas de Pilates são indicadas, pois trabalham todo o corpo, corrigem a postura, fortalecem os músculos e promovem a estabilidade corporal. “No Pilates trabalhamos a respiração e a concentração associadas ao controle corporal, por isso a aula é tão importante”, afirma Guilherme.

O Pilates também estimula a oxigenação do sangue, melhora o condicionamento físico e a flexibilidade e alonga os músculos, recuperando o comprimento muscular. Dessa forma, as tensões são aliviadas e as dores diminuem.

Com os exercícios, o paciente ganha força muscular, o que leva à diminuição da sensação de fadiga. “O fisioterapeuta especializado em Pilates define quais os exercícios que o paciente pode fazer, sempre dentro de suas características físicas”, conta Guilherme, que destacas as mudanças psicológicas proporcionadas pelo Pilates: aumento da resistência mental, diminuição da ansiedade e da depressão, aumento da concentração, desenvolve a consciência corporal, melhora a autoestima, estimula a criatividade e acalma.

Microfisioterapia

Essa técnica trata a causa da doença em sua essência, recuperando os tecidos lesionados por causa da doença. O fisioterapeuta localiza a causa do problema por meio de micropalpações na pele, e estimula sistema imunológico a fortalecer o organismo e curar a dor.

É possível identificar pequenas cicatrizes que são invisíveis aos olhos, mas identificadas pelo toque das mãos do especialista. “Além disso, como a Fibromialgia tem ligação com causas emocionais, a Microfisioterapia atua ainda para aliviar o estresse psicológico que o paciente enfrenta.

Cuide-se!

Para tratar a Fibromialgia com Pilates e Microfisioterapia, entre em contato com o fisioterapeuta Guilherme Tolosa pelo telefone/whats (11) 97998-3663. O Espaço Integra fica na rua Martim Soares, 80, próximo ao metrô Tatuapé.

Leia também!
Os benefícios da fisioterapia domiciliar

Siga minhas redes sociais
Instagram
Facebook

Posted by Clínica Integra in Todos
Lombalgia? Trate com Pilates e RPG

Lombalgia? Trate com Pilates e RPG

Lombalgia? Sabe aquela dor nas costas que incomoda quase que diariamente? É a lombalgia, localizada na região lombar inferior, e pode ser aguda, com duração menor do que 3 semanas, ou crônica, com duração maior do que 3 meses.

Apesar de ser extremamente comum, e atrapalhar a vida de muitas pessoas, a lombalgia pode ser tratada sem remédios, apenas com exercícios específicos para o problema, indicados e acompanhados por um fisioterapeuta.

De acordo com o fisioterapeuta do Espaço Integra, Guilherme Tolosa, Pilates e Reeducação Postural Global (RPG) são opções de tratamentos para diminuir a dor, fortalecer a musculatura da coluna e não entrar mais para a estatística dos que sofrem com o problema. “Quando não tratada, além da dor voltar, pode se tornar uma situação mais grave e até causar alguma limitação e até incapacidade”, destaca.

O que causa a lombalgia?

A coluna é formada por ligamentos, tendões, músculos, ossos, articulações, disco intervertebral. Algumas doenças inflamatórias como a espondilite anquilosante, infecções e até tumores se manifestam em forma de dores na lombar.

As dores lombares mais comuns, entretanto, surgem quando forçamos demais a coluna ou usamos de forma errada, indicando que algo não vai tão bem ou precisa de sua atenção.

Causam a lombalgia entorses e distensões, esforços repetitivos, excesso de peso, pequenos traumas, condicionamento físico inadequado, erro postural, ficar em uma posição não ergonômica no trabalho e a osteoartrose da coluna (desgaste das estruturas da coluna que pode levar à degeneração dos discos intervertebrais e articulações).

Quem sofre com a lombalgia?

  • Apesar da lombalgia ter causas variadas, a sua incidência é maior em:
  • Pessoas sedentárias,
  • Tabagismo;
  • Gravidez;
  • Fatores genéticos;
  • Traumatismo na região lombar;
  • Sedentarismo;
  • Pessoas com sobrepeso;
  • Pessoas com posturas incorretas;
  • Trabalhadores que atuma com grande sobrecarga física;
  • Mulheres que ficam muito tempo em pé com salto alto;
  • Indivíduos que permanecem longos períodos em uma mesma posição (sentados ou em pé);
  • Pessoas com pouca mobilidade corporal (encurtamentos musculares).

Pilates para lombalgia

O Pilates fortalece os músculos profundos do tronco, incluindo os multífidos lombares e o transverso do abdômen, além de estabilizar a coluna lombar. “Com a prática de Pilates e o fortalecimento muscular, as chances das dores voltarem diminui. Conseguimos reestabelecer o equilíbrio da coluna em relação ao seu centro de massa, com uma base de músculos fortes que vão proteger a coluna durante as atividades diárias”, explica Guilherme Tolosa.

RPG para lombalgia

A RPG é um método bastante eficaz nos problemas posturais, por isso é importante no tratamento da Lombalgia. “Com a Reorganização Postural Global, a RPG, fazemos os ajustes na postura para a reorganizar todo o corpo. Com isso, cuidamos de toda a musculatura do paciente, diminuindo dores e prevenindo futuros problemas”, afirma Guilherme Tolosa.

A RPG se concentra no alongamento dos músculos responsáveis pela alteração postural, por isso trata a Lombalgia que, na maioria das vezes, é decorrente de posturas incorretas no dia-a-dia.

 

Marque sua sessão!

Para tratar os distúrbios intestinais e outros problemas físicos ou psicológicos, entre em contato com o fisioterapeuta Guilherme Tolosa pelo telefone/whats (11) 97998-3663. O Espaço Integra fica na rua Martim Soares, 80, próximo ao metrô Tatuapé.

 

Acompanhe minhas redes sociais:

Facebook

Instagram

 

Leia também!

Pilates para adolescentes

Posted by Clínica Integra in Todos
Pilates para o tratamento das dores no inverno

Pilates para o tratamento das dores no inverno

Pilates é uma atividade completa e ótima para saúde, certo? Mas, não é mais gostoso ficar em casa debaixo das cobertas? Pode até ser um prazer momentâneo, mas para o seu bem-estar, a melhor pedida é: faça atividade física, principalmente nos dias mais frios do inverno!

No inverno, as queixas de dor são mais frequentes, pois, o frio causa aumento da tensão das fibras musculares, contração dos vasos sanguíneos, dificuldade de irrigação sanguínea e redução da lubrificação da articulação. E esta fase pode, ainda, desencadear crises depressivas devido aos dias mais cinzentos, é a depressão sazonal, que pede cuidado e atenção para que não se torne algo mais sério.

O Pilates trabalha o corpo e mente como um todo, fazendo com que a pessoa mantenha o alongamento da fibra muscular, diminuindo a tensão das fibras durante o inverno. Essa atividade também proporciona consciência corporal, força muscular, melhora da capacidade respiratória e dá uma sensação de bem-estar. E o Pilates não tem contraindicação, ou seja, é indicado para pessoas de todas as idades, com exercícios são de baixo impacto e poucas repetições, conforme necessidade individual.

Vantagens da prática de Pilates no inverno

  • Sistema imunológico mais forte – auxilia na prevenção de gripes e resfriados;
  • Combate das dores – o Pilates relaxa a musculatura normalmente contraída nos dias frios;
  • Aquece o corpo – os exercícios de resistência muscular fazem parte das aulas de Pilates;
  • Acelera o metabolismo – essa atividade ajuda a queimar calorias e é ótimo para emagrecer;
  • Fortalece e tonifica – o Pilates trabalha toda a musculatura, tanto dos membros inferiores quanto superiores;
  • Proporciona condicionamento físico – ajuda nas atividades diárias;
  • Promove mais flexibilidade e equilíbrio;
  • Ensina a respirar melhor – ajuda na redução da ansiedade e do estresse;
  • Melhora a concentração;
  • Dá sensação de bem-estar;
  • Aumenta a autoestima.

Pilates para todas as idades!

Como é considerada uma atividade de baixo impacto, o Pilates é indicado para todas as pessoas, adultos, idosos e crianças, com traz ótimos resultados! Essa prática ainda protege as articulações e é indicado, inclusive para quem sofre com problemas ósseos, musculares ou dores crônicas. “O Pilates ainda auxilia no tratamento da coluna, pois trabalha o fortalecimento da musculatura que estabiliza o corpo. Mesmo quem é sedentário ou tem dificuldade de locomoção pode fazer Pilates”, esclarece Guilherme Tolosa, responsável pelo Espaço Integra e especialista em Pilates Clínico.

 

Para conhecer os benefícios do Pilates para a saúde, ligue (11) 97998-3663.

  •  O Espaço Integra fica na rua Martim Soares, 80, próximo ao metrô Tatuapé.

 

Leia também!

Cure a depressão e a ansiedade com Shiatsu

Acompanhe minhas redes sociais!

Facebook

Instagram

Posted by Clínica Integra in Todos
Pilates e Parkinson: uma nova vida!

Pilates e Parkinson: uma nova vida!

Pacientes com Parkinson podem fazer Pilates? Sim!!! O Pilates é considerado um dos exercícios mais completos que existem, e trabalha a musculatura do corpo inteiro, promovendo força e desenvolvimento muscular equilibrado, flexibilidade, aumento da amplitude de movimento para as articulações, melhora na respiração e na saúde mental.

Para os pacientes de Parkinson, o Pilates pode ser adaptados às necessidades individuais, contribuindo para a melhora como um todo.

O Parkinson

O Mal Parkinson é uma doença neurodegenerativa crônica e progressiva que atinge o sistema nervoso central. “Ainda não se sabe os motivos para o diagnóstico da doença, mas acredita-se que fatores genéticos e ambientais podem contribuir para o aparecimento. Não existe cura para o Parkinson, mas é possível conter os avanços da doença, e o Pilates contribui muito para isso”, destaca Guilherme Tolosa, fisioterapeuta do Espaço Integra.

O Parkinson acomete principalmente pessoas acima dos 60 anos, porém, a doença atinge também os mais jovens. Estudos mostram que indivíduos com 40 anos ou menos podem ser acometidos pela síndrome – cerca de 10% dos pacientes com a doença têm menos de 50 anos e 2% menos de 40 anos.

Com o aumento da expectativa de vida, estima-se que nos próximos anos mais de 40 milhões de pessoas no mundo todo recebam o diagnóstico de Parkinson.

O Método Pilates

Além dos cuidados médicos e medicamentosos, o Pilates é um importante método para os parkinsonianos.

Muitos pacientes podem apresentar sintomas além daqueles que afetam os movimentos ou a mobilidade, como ansiedade, depressão, distúrbios do sono e dor. “A depressão atinge cerca de 50% dos pacientes de Parkinson como consequência das limitações que o acometem. O Pilates trabalha a força muscular, o equilíbrio, a motricidade e a saúde psicológica”, afirma Guilherme.

O programa de exercícios físicos integra corpo e mente e proporciona inúmeros benefícios, como:

  • Controle postural;
  • Força;
  • Alongamento;
  • Flexibilidade;
  • Equilíbrio muscular;
  • Consciência e percepção dos movimentos corporais;
  • Condicionamento físico;
  • Melhora na respiração,

Com a prática de Pilates em aparelhos e no solo, o paciente conquista independência em suas atividades diárias, alonga e tonifica os músculos, combate lesões e melhora problemas posturais ligados ao desequilíbrio muscular.

 

Para conhecer os benefícios do Pilates para pacientes com Parkinson, ligue (11) 97998-3663.

  •  O Espaço Integra fica na rua Martim Soares, 80, próximo ao metrô Tatuapé.

Leia também!
Dermoneuromodulação para tratamento de dor

 

Acompanhe minhas redes sociais!
Facebook
Instagram

Posted by Dr. Guilherme Tolosa in Todos
Dor crônica: é possível tratar?

Dor crônica: é possível tratar?

Dor crônica é um problema que atrapalha totalmente a vida de quem sofre, mas com fisioterapia integrativa, é possível tratá-la!

A dor é caracterizada crônica quando sua frequência dura mais de três meses, é uma resposta do cérebro, que fica mais sensível aos estímulos da dor ao interpretar que o problema não está sendo resolvido. Com isso, os sinais são captados de forma mais intensa e a dor fica cada vez mais “enraizada” e se torna de difícil resolução.

 

Quem mais sofre com a dor crônica?

Geralmente são as mulheres que mais sofrem com as dores crônicas, porém, os homens não estão a salvos desse problema.

No caso das mulheres, o uso constante do salto alto, o estresse pelo acúmulo das tarefas, a menopausa e a falta dos hormônios protetores dos ossos, e a gravidez, quando a coluna sofre alterações no eixo, são alguns dos fatores que causam a dor crônica.

 

As dores crônicas

As principais reclamações de dor crônica estão relacionadas à dor de cabeça, dor na coluna e dores nas articulações, porém, elas estão ligadas à depressão e à transtornos de ansiedade, sendo ainda mais nocivas, por isso o tratamento deve ser feito visando a cura do problema e não apenas o fim passageiro da dor. “É possível acabar com o sofrimento de quem tem dor todo dia, por meses”, afirma Guilherme Tolosa, fisioterapeuta

 

O tratamento da dor crônica

É importante tratar a dor crônica para melhorar a qualidade de vida, vencer o desânimo, a depressão e a irritabilidade, e voltar a fazer as atividades rotineiras, como sair e trabalhar.

O Pilates, por ser um exercício de baixo impacto que trabalha vários grupos musculares, ajuda a controlar a dor, fortalece os músculos que sustentam e dão estabilidade para a coluna, melhora a flexibilidade, a amplitude de movimentos e a mobilidade, devolvendo a independência ao paciente. “O Pilates também trabalha a respiração, melhora a circulação e auxilia no relaxamento muscular”, explica Guilherme.

 

A Microfisioterapia

Trata a fonte que que gera a dor crônica, com base nos estudos que afirmam que corpo e mente estão unidos, com isso, traumas podem gerar “cicatrizes” que são os focos de sintomas das dores. O fisioterapeuta encontra essas cicatrizes nos locais afetados pelos sintomas e com micropalpações estimula o corpo se autocurar.

 

A Redução Postural Global (RPG)

É indicada para todos os pacientes, independentemente da idade. Essa técnica previne patologias decorrentes da má postura, e ajudar no tratamento de diferentes tipos de dores. O método identifica e alonga os músculos considerados responsáveis pela alteração postural, tratando de forma global e definitiva.

 

O Shiatsu

É um tratamento milenar que aumenta o equilíbrio e diminui as dores em pacientes com fibromialgia, uma dor crônica e generalizada. Além das dores, o Shiatsu melhora a qualidade do sono, diminui o estresse, a ansiedade e a depressão, já nas primeiras sessões.

 

Leia também!

RPG e seus benefícios!

Posted by in Todos
Pilates para adolescentes – os benefícios na fase de crescimento

Pilates para adolescentes – os benefícios na fase de crescimento

O Pilates é um dos exercícios mais importante para os adolescentes por trabalhar todos os grupos musculares e a saúde mental.

A adolescência é uma fase de mudança físicas e emocionais importantes, e junto com ela, vem o período mais crítico em relação aos possíveis problemas na coluna, a má postura e as dores.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) 70% dos problemas de coluna na fase adulta têm como causa o excesso de peso e esforço repetitivo na infância e adolescência. E tem mais! O estudo afirma que 85% da população mundial adulta sente ou já sentiu dores nas costas.

Mochilas sobrecarregadas, computador, videogame, celular e tabletes são alguns dos motivos que levam os jovens a sentir dores.

Segundo o fisioterapeuta Guilherme Tolosa, é preciso que os pais fiquem atentos ao peso do material escolar dos filhos.

O sobrepeso das mochilas pode causar dores e alterações posturais e causar problemas para a saúde durante toda a vida adulta”, explica. Por isso é importante lembrar que mochila não deve ultrapassar 10% do peso corporal”.

A importância do Pilates na adolescência

Para diminuir os problemas posturais, os profissionais de saúde têm indicado cada vez mais o Pilates, mesmo antes do estirão dos meninos, aquele período entre os 9 e 14 anos de idade.

Guilherme Tolosa explica que os benefícios do Pilates são inúmeros para os adolescentes, pois a modalidade ajuda a manter a postura correta, fortalece a musculatura responsável pelo equilíbrio do corpo e mantém o alongamento e a flexibilidade.

Os benefícios

Além de fortalecer o corpo e ajudar a manter a boa postura, o Pilates desenvolve a habilidade respiratória, a concentração e a coordenação motora.

Essa modalidade auxilia também no desenvolvimento intelectual do jovem, e sua prática melhora a disposição, o equilíbrio, a autoestima e autoconfiança.

10 motivos para praticar o Pilates

  • Facilita a drenagem linfática e auxilia o sistema circulatório
  • Reduz o estresse diário;
  • Melhora a consciência corporal;
  • Auxilia na melhora do rendimento escolar;
  • Ajuda a emagrecer;
  • Aumenta a mobilidade e a resistência muscular;
  • Fornece energia e concentração para realizar as atividades diárias;
  • Aumenta a resistência física e mental;
  • Alivia dores musculares;
  • Acaba com o sedentarismo.

Leia também!
Cure a depressão e a ansiedade com shiatsu

Posted by in Todos
Pilates e seus benefícios!

Pilates e seus benefícios!

Você já deve ter ouvido falar que o Pilates é uma das atividades físicas mais completas, não é?

Além de fortalecer os músculos, ajudar a combater dores, corrigir a postura, aumentar a elasticidade do corpo com um todo e aliviar o estresse, esse exercício ainda faz muito mais para sua saúde e bem-estar!

Atividade secular

O Pilates foi criado na década de 1920 por Joseph Pilates, um homem que, sabendo de suas limitações físicas, buscou formas de se exercitar, unindo corpo e a mente.

O conceito do Pilates é ter o controle consciente de todos os movimentos executados pelo corpo, sejam pelos músculos, tendões ou ligamentos.
Diferentemente dos exercícios praticados em academias, o Pilates é adaptado ao aluno conforme as necessidades do cliente, buscando o benefício máximo e a conexão mente, corpo e espírito. Esse direcionamento das atividades permite que o Pilates seja praticado por pessoas de todas as idades, tanto por quem quer colocar o corpo em movimento com para pessoas que sofrem com alguma patologia e precisam se reabilitar.

O Pilates é indicado para quem sofre com dores crônicas, problemas neurológicos, problemas ortopédicos e na coluna vertebral.

Pilates e seus benefícios

  • Força – Com o auxílio de molas nos aparelhos e o peso do próprio corpo, o aluno trabalha o condicionamento corporal e a elasticidade dos músculos.
  • Concentração – É princípio do Pilates. Manter o foco no desenvolvimento do exercício leva à eficácia.
  • Controle – Com a concentração, a coordenação motora do aluno é trabalhada para que todos os movimentos sejam feitos de forma harmônica, evitando contrações musculares e o surgimento de dores.
  • Respiração – É o fator primordial desde o início do movimento. O aluno aprende a sincronizar respiração com a realização da atividade. O resultado é a precisão e a força muscular.
  • Equilíbrio –Os exercícios desenvolvem no praticante de Pilates o equilíbrio postural, realinhando todos os membros.
  • Paz e alegria – A prática do Pilates faz com que o corpo libere dopamina e serotonina, os hormônios responsáveis pelo prazer e pelo bem-estar. Dessa forma, o aluno mantém o controle emocional nas diversas atividades do dia a dia!

Veja também: http://espacointegra.blog.br/microfisioterapia/

Posted by in Todos